How to be
Agora vês o reflexo do espelho. Observas cada pormenor, parece-te impossível. É uma imagem degradante, horrorosa. A tua vontade é de fechar os olhos, e deixar de observar tal coisa. Mas, no momento em que esperas esquecer aquela profunda e real imagem reflectida num simples pedaço insignificante de vidro pensas: «sou eu aquele». E desejavas nunca tal coisa ter acontecido. Como foi possível? Deixaste de ser quem eras, por receio de não seres aceite na sociedade, no teu grupo de amizades e também na tua família. Que tremendo erro! Erraste novamente. Nunca deverias ter pensado mudar, quanto mais fazê-lo. E agora olhaste novamente em direcção ao espelho e viste quem eras. Um monstro. Nos teus olhos pareceste com tal... que coisa mais deprimente. De que forma irás remendar os teus erros, e deixar de sofrer com as consequências? Tentar voltar atrás, e voltares ao que eras. Uma pessoa sã e feliz. Felicidade era algo que te atormentava todos os dias, logo ao acordar. Um belo sorriso enchia-te o rosto e um brilho nos olhos permanecia durante o dia inteiro. À noite como habitual deitavas-te, o sono era sempre profundo... sonhavas sempre com algo bonito. E na manhã seguinte quando acordavas reparavas que tudo o que na vida existia, neste caso na tua vida existia era tudo verdadeiro, e apelativo. Mas, passado uns anos algo fez-te mudar, pensado que seria para melhor. Tinha-te tão dominado que fez-te cair num abismo sem fundo... tropeções, arranhões, cortes, sangue. Tudo que hoje possuís no teu corpo é um dos factores dessa tua miserável decadência. Chega disto! Enfrenta os teus medos, e sê homem. Uma vez na vida luta pela tua própria felicidade, não faças como antigamente... esperavas que ela chegasse logo ao acordar. Enfrenta tudo e todos! Sê forte, tu consegues. Pensa como antes, pensavas: «sou feliz e serei sempre». Pensa com o coração e raciocina com a cabeça. Assim irás longe um dia mais tarde. Chega desta depressão, chega de quedas, tropeções, torturas ou mágoas. Chega de coisas tristes! Chega, é o limite. Impõem-te perante o mundo. É teu, pertence-te cada suspiro feito, cada batimento dado, cada segundo passado. Tudo te pertence. Cabe a ti decidir qual é a melhor opção para iniciar a vida. Amor terás imenso para dar e receber, e tempo esse... será infinito. Força, já és um homem, comporta-te como tal! Afinal de contas:

«YOU'RE NOT NOBODY, YOU'RE SOMEBODY»
My little pini
Parece de louco dizer isto, mas estou completamente dependente de ti. Dependente de todas as formas. É impressionante, nunca foi nada forçado. E foi a coisa mais linda que permaneceu e com o tempo aumentou e a sua beleza novamente também. O que poderia esperar de ti no inicio? Apenas mais uma conhecida lá da escolinha e mais uma para os famosos "interesses". Só para o aumentar e mostrar que tinha imensa gente importante. Que parvoíce! E hoje cheguei ao ponto de ter-te só a ti. Recordas-te, de eu dizer sempre que tinha quatro pessoas importantes na minha vida, e olha... agora? Foram-se duas com o tempo. Apenas restam duas, e tu és uma dela. Neste momento não te quero perder. És a única coisa que me resta. Não penses que foste escolhida por não haver outra opção. Escolhi-te porque sempre foste a mais indicada, mesmo não o dares a entender no inicio. Já se vão quase dois anos e digo-o com um enorme sorriso e cheia de orgulho: nunca tivemos sequer uma pequenina discussão! No passado nunca exigi muito de ti nem pensei excederes as estimativas. Simplesmente não te esperava num recanto importante na minha vida e também no meu coração. Isto que acabarei por ti dizer, poderá parecer um insulto mas és previsível e é algo que eu amo em ti. Previsível no facto de reagires perante mim, e pensares. No modo do que eu posso esperar de ti. Tenho toda a certeza que nunca me magoarás, nunca me desiludirás nem me abandonarás. Não me perguntes porquê que eu tenho esta infinita certeza, e não é só pelo facto de o repetires e prová-lo todos os dias. Apenas sei e sinto-o. E fico-te muito grata pelo facto de teres ficado comigo quando os outros me deixaram ou ignoram-me. Sei que este próximo ano será complicado, para ambas. Estarei a maior parte do tempo sem ti e tu sem mim. Mas nós já fizemos o nosso acordo, e dessa forma dará para matar algumas saudades. E tentaremos estar pelo menos uma vez por mês juntas. Ligarei todos os dias só para te dizer «tenho tantas saudades tuas». Direi a toda a hora, para que não o possas duvidar ou esquecer. Mas lembra-te, duma certa forma estaremos sempre juntas. No coração de cada uma de nós. A nossa presença estará lá. Queria pedir-te para continuares presente na minha vida até o máximo que conseguirmos. Mas sei que as coisas tornam-se sempre mais complicadas. E nos tempos de felicidade não devemos fazer promessas e nos momentos de raiva decidir. Mas não me importo, enquanto quiseres estar comigo eu ficarei grata por isso. Aguentares os meus humores, as minhas mágoas e as minhas infantilidades. Aturas-me de todas as formas e não te queixas, parece que ficas feliz por me aturares. Dás a sensação que agrada-te ajudar-me. De facto, eu adoro quando me mandas uma mensagem ou algo parecido e me dizes o problema que te remoí por dentro. Por dentro dessa magnifica personalidade e alma. És das pessoas mais bonitas que alguma vez conheci. Não digo só pelo exterior, também pelo interior. Pelo exterior acho-te semelhante à Roselie. Nem venhas com o «que exagero Sara», não é exagero nenhum. Tu és linda de todas as formas! E é mais uma das muitas coisas que gosto de ti, a tua beleza. De todas as maneiras. Estou um pouco desorientada. Quero escrever de tudo um pouco, mas estou-me a atrapalhar com as coisas. E não me poderia esquecer dos famosos "boatos" que vagueiam por aí. Tu também já sabes da existência deles, mas eu quero deixar aqui claro. Se és a minha melhor amiga? (Pelo menos é o que me andam a perguntar...) Não, não o és. És muito, mas muito mais do que isso! E és a minha linda e doce Pini. Tu sabes que não te quero perder por nada deste mundo, nem penso em trocar-te por coisa alguma. Mas tu sabes que nós não sabemos o que acontecerá no futuro e é o que mais me assusta. Tenho medo de amanhã de manhã acordar e saber que já nada era como era. Já passei por isso duas vezes, duas grandes perdas. Não quero voltar a passar pelo mesmo. Muito menos por ti! És tão importante que não posso te perder, não te posso deixar escapar da minha vida. Eu amo-te tanto. Eu amo-te de tanta maneira que não sei explicar agora. Eu amo-te mais que tudo! Acredita em mim, não o digo da boca para fora. Eu amo-te de verdade! Eu não te quero perder, eu tentarei de tudo para nunca te magoar ou desiludir. Eu quero que sejas feliz, tu mereces tanto isso. És uma pessoa que tem um sentido de humor que se destaca em qualquer um, um sorriso que fica bem em todas as ocasiões e sabes dizer as palavras indicadas. Mais algumas coisas que amo em ti. És uma pessoa especial, não só para mim. Mas para toda a gente. É fácil viver contigo, lidar sobretudo. Como sempre dizemos «somos o aposto». Pois, somos! Ainda me recordo quando tu dizias: «Somos o oposto meu amor. Dizem que toda a gente se chateia, pois nós nunca tivemos uma discussão. E dizem que nada é para sempre, e enganam-se novamente. Pini e Pom para sempre! Seremos sempre o oposto.». Como adoraria puder concordar e ver isso a acontecer como tu. És tão esperançosa, tão querida, tão especial, tão diferente, tão... sei lá eu. És tanta coisa. Mas serás sempre e sempre a minha Pini. E eu novamente digo-te que amo-te realmente muito. Duma forma que poucagente ama. E sei que tu pensas e sentes exactamente o mesmo por mim. Não sei o que mais dizer, desculpa a confusão. Tu sabes que eu digo-te todos os dias o que sinto e penso em relação a tudo, e principalmente de ti meu pequeno anjo.
(foto tirada: 29.03.2010/Remember me; vimos o Robert *.*)
Photobucket
«(...)
Now I'm all yours, I'm not afraid.
And you're all mine, say what they may.
And all your love I'll take to a grave.
And all my life starts now.»

V,ida
Gostaria de saber porquê que continuamos a questionar algumas certezas, e a insistir nas coisas passadas ou reviver os obstáculos mortos e desconfiar do momento próximo. E nunca saber ao certo a importância. Desejo tanto como a minha própria vida que seja mais duradouro que o amor ou ódio. Que tenha inteligência para se conseguir aguentar, e durar até ao fim. O fim ao qual dizemos 'morte'. Gostava de ficar contigo até a esse dia, seria diferente. Pois, todos os dias da minha vida, quando acorda-se saberia que te teria comigo, e mais uma vez iria ver-te sorrir e eu sorriria também. Seria extremamente fácil sorrir na tua companhia, contigo nada é forçado. É algo que a tua presença e pessoa, marca a diferença. Vindo de ti posso ter certeza que tudo o que é feito é sempre com a melhor intenção. És o ombro indicado para chorar, o sorriso que se pode sorrir, a amizade que será eterna, a pessoa que se guarda num sítio especial. Para ser mais correcta, talvez sejas tudo o que é necessário para uma pessoa poder tratar por 'amiga'. És tudo isso, e talvez mais. Penso que sempre soube dar-te a exacta importância que mereces, o apoio que precisaste nos momentos mais tristes e te fiz sorrir nas situações que só te tinhas vontade de chorar. Não falo por ti, mas, sim por mim. Acho que também sempre fiz o que pude e o que se calhar o mais indicado não era fazê-lo, mas, por ti não hesitei uma nunca vez. És especial de certo modo, muito especial aliás. Jamais conseguirei explicar-te por palavras os devidos agradecimentos, pedidos de desculpas ou o sentido que dás à minha vida. Sempre que possível irei pedir para ficares mais um pouco, até ao dia que quiseres ir... deixarei ir-te, com muito custo, mas, deixarei. Afinal foi a tua hora. Mas, tu sabes, nós sabemos, que eu ficarei sempre aqui de braços abertos à espera que regresses. Por mais discussões, por mais palavras ditas com toda a pressão, e não sentidas, nós iremos voltar. Até hoje conseguimos provar que somos mais unidas que um ser humano que faça de tudo para nos separar. Um, ou talvez dois. Refiro isto porque sei do que falo, quase que te perdi uma vez por causa duma coisa que sempre achei mais importante. Mas, chega! Como me pude esquecer que sempre foste tu que estiveste ao meu lado, que me ajudaste no possível e no impossível. Foi um episódio que me arrependo, e lamento ter sido tão idiota. Desculpa-me! Sabes bem que não foi por querer, mas, naquela época estava cega, de certo modo. Lamento imenso. Tu consegues superar tudo e todos! Nunca tenhas a tentação de duvidar isso, é exclusivamente um facto. Mais uma vez escrevi para ti, e tentei simplificar o que queria dizer nestes anos. Antes de te conhecer sempre esperei por alguém como tu, até que finalmente chegaste. Não poderei cair novamente na artimanha de te deixar ir. Seria demasiado idiota, e saberia que jamais conseguiria continuar para a frente. Eu amo-te tanto, que já nem sei explicar. E se um dia (como já aconteceu) te disser algo que te magoe ou soe realmente horrível lembra-te:
Eu amar-te-ei para sempre, e serás sempre a minha Vera.

«Ghandi said that whatever you do in life will be insignificant, but it's very important that you do it.»

v
Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras, e uma palavra vale mais que mil imagens. E então tu, quanto vales?
Bem, ao certo... mil é muito pouco.
Para mim vales muito mais!
Não te direi agora, neste preciso texto, neste precioso momento o quanto és, quero que o venhas a saber ao decorrer do tempo... ao decorrer das nossas vidas.
Por falar em 'vida'... acho, que finalmente encontrei a palavra que mais te define. VIDA! Exactamente, essa é a tua.
Sabes que se quisesse realmente agradecer-te tudo o que fizeste por mim até hoje, nunca mais sairia daqui, mas mesmo assim: obrigada.
Asseguro-te duma coisa, tu nunca me perderás, nem eu a ti meu amor, prometo, juro.
Estarei sempre ao teu lado, nunca te deixarei "cair" ou mesmo "tropeçar", estarei lá sempre, em qualquer momento ou altura, para te proteger de todos os "perigos" e terei todos os "cuidados" que devemos ter em conta.
«- Quando formos velhinhas, quero ir contigo para aquele lar!»; «- Qual? O lar de S. Vicente?!»
Vera Lúcia Alves Ferreira, amo-te minha vida e já não chega as palavras.
armv *
Minha pini, ensinaram-nos que as amizades têm zangas, e que essas zangas aliás até são um beneficio para a amizade continuar, e continuar...
Mas, nós somos o oposto, conseguimos provar que se pode ter uma maravilhosa amizade, sem uma única zanga ou chatice.
E sabes? Tenho imenso orgulho em dizê-lo!
Quero-te dizer obrigada (sobretudo) pela paciência, pelo afecto e carinho que me tens dado, pela tua forma de ser, por tudo o que tenhas oferecido ou dado.
Já lá vai um longo ano...
Com a medida do tempo, tal como nos ensinaram as pessoas afastam-se, e pela 2º vez digo: somos o oposto meu anjo!
Com o passar do tempo vamos aproximam-nos cada vez, até estarmos inseparáveis, que é o que agora somos e seremos, sempre!
E mais uma 3º coisa, ensinaram-nos que nada é para sempre, não é verdade?
SOMOS O OPOSTO!
PINI & POM, PARA SEMPRE!
Não te digo absolutamente mais nada, porque prefiro repeti-lo todos os dias no nosso quotidiano. Piniiiiiiiiiiiii, quero que saibas que és das gajas mais estúpidas que já conheci em toda minha vida, mas sinceramente, eu AMO-TE!

Biografia

A minha foto
Natural de Neuchâtel, Suíça. Actualmente, vivo em Coimbra, Portugal.

Apreciadores