Segue o teu caminho... Sozinho. Sem grandes emoções, afeiçoamentos ou alvoroços. Não corras riscos, nem deixes que te prendam ou te cativem. Vai andando pela estrada e não olhes para trás. A vida passa e tu não dás por ela. E nunca, mas nunca pares por ninguém ou te desvies do trajecto que tão sensatamente foi construído. Cada coisa no seu lugar, e tu no teu. Sempre a seguir o teu caminho, e não o dos outros.
Por muitos tropeços e joelhos esfolados que tenhas, não desistas e concentra-te no que vês diante dos teus olhos. Levanta-te sozinho, e sem nunca perderes o ânimo. O caminho é para a frente!
Ouve a tua voz interior, que  racionalmente te orienta e não te deixes levar por sentimentalismos externos.
Não te prendas a nada nem a ninguém, foca-te apenas no trajecto que tens que fazer e quando lá chegares... Perceberás o quanto foi agradável e suave a jornada. Sem sofrimentos, sem inseguranças e sem inquietações.
É preferível optar por uma vida sem grandes agitações ou desassossegos, assegurando a tua felicidade e bem-estar, do que sofrer devido às revoluções ou mudanças inconstantes do coração.
Vai andando, vagarosamente, e um dia lá chegarás. A plenitude espera por ti, mas até lá: nunca, mas nunca deixes que ninguém invada o teu caminho e te afecte a viagem. Não precisas de ninguém, e ninguém precisa de ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário

«Para bom entendedor, meia palavra basta»

Biografia

A minha foto
Natural de Neuchâtel, Suíça. Actualmente, vivo em Coimbra, Portugal.

Apreciadores